Tags

, , , ,

image

Imagem do Google

Foi difícil, foi suado, mas também foi lindo!

Foi um dos jogos mais lindos que já assisti de voleibol da minha vida.

Dois jogos distintos, em uma final que teve dois lados, duas caras, duas vertentes totalmente diferentes.

Primeiro jogo, na casa do adversário, no Rio de Janeiro, viu-se um time que ficou meio perdido em quadra em alguns momentos, em algumas jogadas. Aquelas meninas que conquistaram o primeiro lugar da primeira fase, não estavam bem, algo não estava legal. Nem preciso falar nada sobre a mídia, que já colocava o Rio como campeão, porque era a 14ª final, porque é o maior vencedor da Superliga, porque o super Bernardinho é o treinador do time, porque isso, porque aquilo…

Entretanto, lembrei dos outros jogos, da semifinal, que em casa o Praia foi imbatível e ainda comentei: o Praia vai surpreender e vai ser campeão. Dito e feito. Um time de garra, que jogou perfeitamente. Não se abateu nem mesmo em alguns momentos que o Rio abriu vantagem (pequena, não passava de três pontos).O Praia se impôs, se mostrou, víamos alegria, vontade, comemoração em cada ponto, em cada jogada.

Mesmo perdendo o set decisivo, o Praia virou e abriu boa vantagem. Assim, só foi necessário administração e a vitória veio. Em um Sabiazinho lotado em uma linda manhã de domingo, as meninas fizeram o triângulo mineiro brilhar no esporte. Primeira vez que uma equipe do interior mineiro era campeão da Superliga. Além disso, quebrou a hegemonia Rio-São Paulo que foram os últimos campeões.

Toda essa vitória é fruto de um belíssimo planejamento e investimento do Praia Clube, que há 10 anos ingressou na superliga e vem ano após ano, ganhando destaque. Havia sido vice campeão na temporada 2015/2016 e agora coroou de vez todo trabalho.

295bf232dad74b0cba4169216e001e74

Equipe Praia Clube – Imagem do Google

Parabéns Praia Clube!

Anúncios