Tags

, ,

saude-publica-brasil

Se teve uma coisa que preocupou os brasileiros de modo geral e principalmente os mineiros da região do Triângulo Mineiro, foi a saúde pública.

Diariamente nos noticiários, víamos o desespero de pessoas, de famílias que buscavam um atendimento e não o tinham, que iam para os hospitais e unidades e atendimento e não sabiam quando iriam sair de lá. Ficavam nos corredores esperando um atendimento, uma palavra e tivemos até mesmo mortes pela falta de atendimento.

Isso sem contar, que alguns atendimentos não eram realizados por falta de material básico como esparadrapo ou falta de medicamentos básicos como anti-inflamatório. Cirurgias urgentes que não eram realizadas, por falta de recursos e impasses entre esferas municipais, estaduais e federal. Médicos negavam atendimentos por não terem o mínimo.

Um cenário de pânico e medo se espalhou, o medo de ficar doente e não ser atendido.

Trabalhamos uma vida toda a espera de um mínimo, seja na saúde ou educação, mas hora que precisamos deveríamos esperar um bom atendimento, mas temos que nos contentar com um atendimento ruim, se ele não faltar.

O ano de 2015 foi péssimo para a saúde no país. Esperamos que nos próximos anos sejamos atendidos com mais dignidade e como cidadãos. Esse é o desejo de todos os brasileiros.

 

Anúncios