“Nossa, Nossa

Assim você me mata
Ai se eu te pego, 
Ai, ai se eu te pego.
Delícia, delícia,
Assim você me mata”

E foram esses versos simples e até um pouco sem “moral” que conquistou o Brasil, venceu as fronteiras e conquistou o mundo elevando o cantor Michel Teló a fenômeno musical, como a Revista Forbes (uma das mais importantes revistas de música do mundo), o classificou.

Se as pessoas se engajaram com o Michel Teló, certamente existe algo interessante para ser observado nesse fenômeno. Para se ter uma noção do sucesso, dias depois do cantor lançar a versão em Inglês “Oh, If I Catch You” do seu mais novo hit, a música passou a ocupar o topo das paradas do iTunes em muitos países europeus, ultrapassando artistas como Coldplay e Adele. Outro fato importante é que a música também se engajou com um código cultural muito forte no mundo: o futebol! Depois de Neymar dançar a música e virar hit no Youtube, os jogadores brasileiros, na Europa, começaram a imitar a mesma coreografia depois dos seus gols. Depois foi para a NBA e a música está até no site oficial da Liga e por último, na semana passada soldados dançando a nova febre mundial.

Muitos brasileiros andaram criticando Michel Teló, mas creio que a inveja seja a maior parceira nessas críticas, pois independente se gostamos ou não do artista, temos que admitir que ele é sucesso, um fenômeno e temos que sentir orgulho dele conseguir se destacar na Europa, coisa que muito tempo um brasileiro não conseguia.

Vamos parar de criticar o Michel Teló e ficar pensando que só MPB representa o Brasil. Temos uma rica cultura e por isso o sertanejo também merece destaque, afinal ele dá ritmo em muitas festas famosas e importantes em nosso país, além de movimentar e muito a economia e o principal: gerar muitos empregos.

E como disse o Danilo Gentili: “Sugiro uma meta a vocês brasileiros em 2012: vamos criticar menos e trabalhar mais”, pois se Michel Teló está onde está, foi graças a muito trabalho.

E vamos curtir um pouquinho da música do momento: 

Anúncios