Após uma declaração em um vídeo que circulou na internet, no início do mês de março, feita pelo baterista Thomas da banda Restart, houve uma revolta por conta dos amazonenenses devido a falta de conhecimento por parte do integrante da Banda em relação ao Estado do Amazonas e isso acarretou no cancelamento do show que a banda faria no dia 1º de abril na capital amazonense, Manaus.
No vídeo que causou tanta polêmica, o músico afirma respondendo a pergunta de uma fã em uma entrevista feita há um ano atrás para o Video Show que tinha o sonho de tocar no Amazonas: “Imagina, tocar no meio do mato, não sei nem como é o público de lá. Não sei nem se tem gente civilizada, civilização.”
Devido a esse comentário, o músico foi alvo de críticas em diversas redes sociais, a banda até tentou colocar panos quentes na confusão, divulgaram vídeos onde se desculpavam pela polêmica, mas não adiantou muito, pois jovens da capital do Amazonas continuavam se mobilizando pela Internet e prometiam organizar um protesto pacífico durante o show que o grupo faria na cidade em abril.
Pela pressão e conflitos que poderiam ser gerados no local do evento, a organizadora do show da Banda Restart, decidiu cancelar o evento. Abaixo segue nota oficial:
“A MEGA EVENTOS, empresa genuinamente amazonense, organizadora de vários eventos realizados na capital do Amazonas, juntamente com o STUDIO 5 Centro de Convenções, vêm, por meio desta NOTA, comunicar ao público, fãs, autoridades e veículos de comunicação em geral que o show que a banda RESTART realizaria no Studio 5, no próximo dia 1º de abril de 2011, foi CANCELADO por razões de ORDEM PÚBLICA.

A Mega Eventos e o STUDIO 5 sempre demonstraram profundo RESPEITO e ADMIRAÇÃO pelo nosso Estado, por essa razão a produtora e a casa de shows decidiram atender ao clamor público, especialmente dos internautas, que vêm utilizando as redes sociais da internet para organizar manifestações e divulgar possíveis atos que poderiam colocar em risco a INTEGRIDADE FÍSICA dos artistas e do seu público, formado em sua maioria por crianças e adolescentes.

Sendo assim, solicitamos a todos que adquiriram ingressos, que os apresentem nos pontos de vendas onde os mesmos foram adquiridos para reembolso, a partir do dia 29 de março de 2011 (terça-feira), no horário comercial.”

*******************************************

Um fato parecido aconteceu nessa sexta feira (25/03) com o ator Marauê Carneiro que divulgou uma carta com pedido de desculpas, após publicar em seu perfil no Facebook, na quinta (24/03), que Teresina ‘é o c. do mundo’. Ele integra, junto com o ator Kayky Brito e Germano Pereira, o elenco da peça “Fica Frio”, que seria encenada no Teatro Assembleia Legislativa, na capital piauiense .
A agenda previa apresentações nesta sexta-feira, sábado e domingo, mas foram canceladas para preservar o patrimônio público, em virtude da reação negativa dos moradores locais com o comentário do artista. Após a polêmica, o nome do ator apareceu na lista de assuntos mais comentados do Twitter em todo o mundo.
O presidente interino da Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado Fábio Nuñes Novo, cancelou as três apresentações da peça, após consultar a mesa diretora, composta por nove deputados piauienses.
“A decisão foi unânime. Não há como a peça ser apresentada neste teatro diante de um comentário horrível como foi feito pelo ator. Preciso preservar a integridade do patrimônio público. Muitas pessoas foram até a sessão dizer que comprariam o ingresso para a peça, mas que levariam ovo e tomate para jogar no ator.”
O diretor do teatro, José Pereira Rosa Filho, disse que apresentou um contrato de cancelamento das três apresentações para os produtores responsáveis pela peça. “O espetáculo está cancelado. O pior é que poderia ter segunda sessão todos os dias. Diante de uma situação como essa, queremos resolver o problema de comum acordo, sem maiores prejuízos para ambas as partes. O ator pediu desculpas, mas a população não reagiu bem.”
O deputado disse que o pedido de desculpas feito pelo ator não resolve o problema. “A retratação feita por ele, em uma carta, ficou pior do que o cometário que ele fez no Facebook. Ele tenta se justificar dizendo que o termo usado por ele é comum no Piauí. E não é. Ele ofendeu a população, que está reagindo de diversas maneiras e tememos que chegue a ser violenta”, afirmou Novo.
Em sua carta, Carneiro diz que aprendeu a piada com um piauiense. “Só não sei qual a intenção subverter uma frase e dar outra conotação a ela. Por quê? Estou perguntando isso pra vocês”. No documento, o ator afirma ainda que não seria leviano com nenhuma cidade que passa e pelas muitas mais que vai passar, muito menos com as pessoas com quem convive.
Ele encerrou a carta dizendo que a mensagem postada por ele no Facebook lhe foi apresentada “como domínio popular. Peço desculpas aos que se sentiram ofendidos e espero ter esclarecido”.
Fonte: http://www.g1.globo.com/
************************
Em 2007 aconteceu algo parecido envolvendo cidades de nossa região do Triângulo Mineiro onde a cantora Vanessa da Mata em uma entrevista no programa do Jô contou uma piada, conhecida na região onde o jeito “mineirês” de falar engole letras e pede-se para citar três cidades de Minas que comecem com B: Berlandia (Uberlândia), Beraba (Uberaba) e a Bosta do Araguari. Piada de extremo mal gosto que repercutiu revolta por parte dos moradores da cidade de Araguari, já que não vinha ao caso expor a cidade de tal maneira em rede nacional.
As vezes as pessoas nem conhecem os lugares e já usam do preconceito para defini-los, o que na hora pode ser dito sem pensar, pode repercutir depois de uma forma negativa e ai qualquer pedidos de desculpa pode não ser aceito e aquilo ficar marcado por muito tempo na memória dos fãs e principalmente pelos moradores do lugar em questão.
Deviam pensar antes de falar e ao invés de ficar na internet fazendo insultos ou colocando em dúvida a civilização do lugar, estudarem sobre o ambiente, sobre localização, suas histórias, tradições e riquissima cultura que esses estados e cidades possuem. Com certeza se tivesse feito isso, essa polêmica não havia surgido e os eventos seriam realizado de forma normal.
Fica então a dica. Cuidado com o preconceito, pois o nome mesmo diz: PREconceito. Não julgue antes de conhecer e quando pensar algo maldoso ou quiser criticar, pesquise primeiro, estude, conheça para não tomar decisões que podem manchar uma história e uma carreira.

Anúncios