Obama chega ao Brasil e desperta dois sentimentos nos brasileiros: Aclamação e manifestação.
Eis que ontem (19/03), sábado, enfim chegou em Brasília o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama e sua família. Sob forte esquema de segurança, o presidente foi recepcionado no Palácio da Alvorada pela Presidente do Brasil Dilma Rousseff, onde tiveram uma reunião particular de mais de uma hora e logo após um almoço no Palácio do Itamaraty que reuniu quatro ex-presidentes do Brasil e uma ausência maior foi sentida: a do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Nessa reunião Dilma defendeu uma reforma na ONU, pediu apoio para o Brasil fazer parte do Conselho de Segurança da ONU, além de firmar apoios comerciais e defender solução pacífica para conflitos na Líbia.

Obama teve também um encontro com empresários brasileiros e os deixaram bastante empolgados, com palavras que convenciam que os Estados Unidos quer comprar do Brasil. E disse principalmente que apoia o protagonismo munidial do Brasil.

A noite embarcou e chegou no Rio de Janeiro, onde hoje fez visita a comunidade pacificada após invasão pela polícia, Cidade de Deus e mostrou simpatia com os moradores tentando até mesmo fazer embaixadinhas, além de assistir apresentações de funk, capoeira, entre outros de pessoas da comunidade. E discursa agora para dois mil convidados no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Nos Estados Unidos a notícia da visita de Obama ao Brasil não soou bem e foi criticado hoje em vários jornais e algusn até chegaram a mencionar que essa viagem é um pretexto para fugir dos problemas que os Estados Unidos vem enfrentando e dos conflitos que estão ocorrendo na Líbia.

Na verdade essa visita de Obama ao Brasil é mais interessante aos Estados Unidos do que ao Brasil, pois eles de olho no potencial energético do Brasil já assinou acordos para desenvolvimento e pesquisas com biocombustível além de querer parcerias para exploração de petróleo. E como o próprio Obama disse aos empresários em Brasília está apoiando o protagonismo mundial do Brasil, então parcerias com o Brasil é muito importante para eles, pois o país está se destacando no cenário mundial e tem tudo para se tornar um dos líderes mundiais nos próximos anos. Afinal o que é bom para os Estados Unidos e o que é bom para o Brasil?

Nessa visita ao Brasil, o presidente americano arrancou dois sentimentos dos brasileiros: de aclamação, admiração e o de manifestação e nem tanta simpatia de outros. Vários manifestos registrados no Rio, como contra os ataques a Líbia, contra pilotos norte-americanos e também a simpatia, hospitalidade e carinho dos brasileiros e moradores da comunidade Cidade de Deus, foram transmitidos ao presidente que agradeceu em seu discurso no Theatro Municipal o carinho e a hospitalidade com ele e com sua família.

Espero que Obama olhe pelo Brasil com mais carinho e auxilie na quebra de barreiras e paradigmas entre o comércio americano e brasileiro e apoie o Brasil no cenário mundial e perante a ONU.

Agradeço nesse post ao @camilao2105 pelo carinho e dicas de textos que me foram dados e pelas dicas para esse texto. Muito obrigada.

Anúncios